domingo, 28 de agosto de 2011

Área de projeto em Campinas.

Google, 2011.

Google, 2011.

Em Campinas iremos projetar numa área no bairro Bonfim, junto às modificações do sistema viário causadas pela implantação da Nova Rodoviária e da transformação latente de antigas áreas fabris e/ou comerciais ociosas. Atualmente é possível perceber nas imediações da Av. Gov. Pedro de Toledo vários edifícios habitacionais sendo construídos a todo vapor.

REPENSANDO O ESPAÇO HABITACIONAL NA METRÓPOLE

A fim que questionar o modelo saturado da fórmula do “edifício isolado no lote”, o exercício propõe a elaboração de um desenho possível para o arranjo habitacional de alta densidade no bairro Bonfim (quadra especificada abaixo). O bairro de característica mista apresenta rica oferta de infra-estrutura, além de estar bem próximo da região central e de um SESC (equipamento esportivo e cultural). A área escolhida para a implantação possui galpões e nenhuma habitação e será totalmente liberada para a realização do projeto. Ao norte situa-se um galpão em bom estado (já utilizado como armazém da estação de trens da Cia. Sorocabana) que será mantido e deverá de alguma forma ser incorporado ao plano urbanístico habitacional (usos como habitação, equipamento coletivo ou comercio).

Espera-se que a definição da nova estrutura edificatória e funcional (habitação, equipamentos, espaços livres etc.) constitua-se como uma reflexão frente à ação fortemente especulativa praticada pelo mercado permitindo estabelecer novas relações entre o espaço construído, os espaços livres de uso público e a forma urbana.

Observar os índices estatísticos e as informações fornecidas com o enunciado do projeto. Cada dupla de projeto deverá elaborar sua maquete incluindo as curvas de nivel e principais edifícios do entorno.


2 comentários:

  1. ARQUITETURA UNIP SWIFT - MATUTINO30 de setembro de 2011 06:52

    Olá professora gostaríamos de saber se há possibilidades de aumentar a escala da maquete que temos que entregar na quarta feira pois ela está ficando muito grande, sugerimos a escala 1:500 assim fica mais fácil a montagem, exposição e transporte.

    ResponderExcluir
  2. Pessoal, minha sugestão é vcs. como grupo construirem apenas uma base (ou algumas apenas) e cada dupla construir sua própria maquete na escala 1:250. Na esc. 1:500 será mais difícil fazer e de pouca utilidade para mostrar detalhes.

    ResponderExcluir